Ignorar Comandos do Friso
Saltar para o conteúdo principal
Utilizamos os nossos cookies e outros de terceiros para armazenar e aceder a informação relativa a linguagem, tipo de browser e outras características básicas definidas pelo utilizador, bem como para localizar e analisar o tipo de tráfego com o objectivo de melhorar e disponibilizar os nossos serviços de uma forma mais eficiente e personalizada. A continuação da navegação pressupõe a aceitação da utilização de cookies. Poderá alterar a configuração ou obter mais informação através deste acesso.
A Integra2 e a ação contra a fome em Sevilha, Madrid e na Catalunha
A Integra2 colaborou de forma voluntária na distribuição dos alimentos obtidos nas diferentes campanhas de recolha que decorreram durante o mês de novembro.
 
A iniciativa com mais  tradição é a da 'El Gran Recapte – A Grande Recolha' promovida pelos quatro Bancos Alimentares da Catalunha, que já tinha recolhido mais de 3075 toneladas de alimentos quando ainda faltavam algumas horas para terminar a campanha, que finalizou na noite da sábado, dia 30 de novembro. A iniciativa começou na sexta-feira, dia 29 de novembro, e foi possível graças à participação de supermercados, hipermercados, empresas e voluntários. O Banco Alimentar espera que a quantidade final de alimentos recolhida seja ainda maior após a contabilização dos donativos on-line e das iniciativas coordenadas por empresas, clubes desportivos, ONG e cadeias de distribuição. Desta forma, longe estão os objetivos de há apenas 2 anos, em que foram recolhidas 800 toneladas de alimentos em 600 locais de recolha e com 7000 voluntários.
 
Este ano ultrapassaram-se as 3000 toneladas de alimentos recolhidos, com 20000 voluntários e mais de 1900 locais de recolha.
 

 
 
Os Bancos Alimentares são instituições de ajuda social sem fins lucrativos, independentes de qualquer ideologia económica, política ou religiosa, baseados no trabalho voluntário, e que têm como objetivo recuperar os excessos de alimentos das empresas e redistribuí-los gratuitamente pelas pessoas mais necessitadas da sua área de ação, evitando assim qualquer desperdício ou má utilização dos alimentos, para combater a pobreza alimentar e contribuir para o desenvolvimento sustentável e para um mundo mais limpo. A concretização desta utopia assenta em quatro princípios éticos:

• A primazia da gratuitidade: os alimentos são recebidos e distribuídos gratuitamente. O trabalho dos colaboradores é voluntário, baseado no princípio da solidariedade.

• A segurança de uma distribuição justa: sempre através de entidades de ajuda social reconhecidas e homologadas, capazes de garantir o destino correto das ajudas alimentares.

• A contribuição para a sustentabilidade e a preservação do meio ambiente, evitando a destruição de alimentos nos aterros.

• O fomento da solidariedade para com as pessoas com necessidades alimentares.
 
A Integra2 Barcelona e toda a sua equipa de tráfego trabalharam de forma voluntária na planificação logística das recolhas, coordenando os mais de 50 veículos que se deslocaram até à área logística da ZAL (Zona de Atividades Logísticas) em El Prat de Llobregat (Barcelona), onde ficou estabelecida a base operacional para a classificação dos diferentes produtos recolhidos  (principalmente arroz, massas, legumes, óleo, produtos enlatados de longa duração e preparados para nutrição infantil). Da mesma maneira, as delegações da Integra2 em Sevilha e Madrid colaboraram mediante ações de apoio logístico com as diferentes organizações dos Bancos Alimentares das respetivas zonas.
 


O número de pessoas que se encontram à beira da pobreza e que passam fome em Espanha aumentou dramaticamente nos últimos anos. Estas pessoas precisam de ações de solidariedade e capacidade de organização para que não se tornem pessoas socialmente marginalizadas. A Integra2 deseja que os bancos alimentares percam, ano após ano,todos os seus clientes. No entanto, enquanto esse desejo não se torna uma realidade, queremos destacar o valor da nossa equipa humana e a vontade de oferecer a nossa pequena contribuição para resolver uma situação cuja solução está nas mãos de todos nós.